Dicas de saúde
Chás: Verde, Branco e Vermelho
09/03/2009

            Velhos conhecidos da medicina oriental, os chás verde, branco e vermelho tornaram-se famosos nos últimos anos devido aos benefícios que podem proporcionar ao nosso organismo. Aqui no Brasil, as bebidas já fazem parte da dieta de muitas pessoas preocupadas com a saúde e a boa forma.

            Os chás são provenientes das folhas da Camellia sinensis, uma planta procedente principalmente do norte da Índia e sul da China. A diferença entre eles é a forma com que são obtidos. O chá verde provém de folhas adultas dessa planta, que sofrem murchamento com vapor e, em seguida, são secas. As folhas permanecem verdes e não sofrem qualquer tipo de alteração na sua composição, e o chá resultante desse processo apresenta sabor amargo.

            Diferentemente do chá verde, na produção do chá branco, só os brotos mais jovens são colhidos. Nessa fase, a folha tem uma coloração prateada, devido à fina penugem branca que recobre os brotos, daí a origem do nome chá branco. Esse chá não sofre qualquer tipo de fermentação.

            Já o chá vermelho ou pu-erh, é um chá fermentado e envelhecido (pode ter mais de 50 anos), considerando o mais apreciado de todos os chás na China. É catalogado em função da qualidade das folhas e do ano de produção, tal como um bom vinho no ocidente, e é normalmente utilizado para a cerimônia de chá chinesa. É considerado um potente chá emagrecedor, com pouca cafeína, porém ótima fonte antioxidante e redutor de colesterol.

            O secredo dos chás citados reside no fato deles serem ricos em polifenóis conhecidos como catequinas, poderosos antioxidantes. Pesquisas mostram que além de reduzir o risco de desenvolvimento de cânceres, esses polifenóis são eficazes na redução dos níveis de colesterol LDL (colesterol ruim), além de inibir a formação de coágulos sanguíneos anormais. Este último assume importância quando consideramos que a trombose (a formação de coágulos sanguíneos anormais) é a principal cause de ataues cardíacos e acidentes vasculares cerebrais.

            Outro benefício que os estudos apontam é em relação à perda de peso, uma vez que esses chás são capazes de aumentar as taxas metabólicas e acelerar a oxidação das gorduras, sendo um grande aliado no emagrecimento. Mas vale ressaltar que uso dos chás acompanhados de uma dieta equilibrada e de baixo valor calórico, contribui ainda mais para a perda de peso.

Ler outras dicas
Diretor Técnico
José Gonçalves Moreira Filho
CRM 6879-CE