Dicas de saúde
Peeling de Diamante

17/07/2009

 

Muito tem se falado acerca dos peelings, uma técnica muito eficiente que tem trazido bons resultado para a pele. Consiste em uma aplicação de agentes esfoliantes na área a ser tratada produzindo uma destruição controlada das camadas de pele, seguida de regeneração, fazendo com que uma nova camada apareça em seu lugar. Podemos dividi-los em dois tipos: os físicos e químicos, que são diferenciados de acordo com o material utilizado para realizar o procedimento.

Dentre os físicos, destacamos a microdermoabrasão, através da caneta diamantada, conhecida como peeling de diamante, é um peeling mecânico que atinge até a camada espinhosa da epiderme aumentando a nutrição epidérmica por meio do estímulo dérmico.

É uma técnica de esfoliação, passível de controle, podendo ser executada de forma não invasiva. A abrasão e esfoliação são controladas e estimulam a formação de colágeno, proteína natural da pele, que vem a ser a chave da elasticidade e do tônus facial.

O objetivo principal dessa técnica é a renovação celular, além de devolver a elasticidade da pele, clarear manchas, diminuir a oleosidade, diminuir acnes e cicatrizes, é menos agressivo que os peelings químicos. O peeling de diamante também refaz a superfície da pele, reduz as rugas finas, diminui os poros dilatados, estimula a formação de colágeno e melhora o tônus facial. Ele pode ser realizado em todos os tipos e tons de peles, em qualquer região do corpo.

Geralmente se faz o procedimento uma vez por semana dependendo da pele do paciente, sendo indicada, aproximadamente, cinco sessões.

Marque sua avaliação com uma das nossas fisioterapeutas.

Ler outras dicas
Diretor Técnico
José Gonçalves Moreira Filho
CRM 6879-CE